“Assassinatos” de Lula e FHC na Bienal de SP

Artista causa polêmica com quadro em que mata o Papa, Lula e FHC

Da Redação

entretenimento@eband.com.br

O artista Gil Vicente está causando polêmica por causa da sua obra “Inimigos”, em que aparece matando pessoas como o presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

A Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo oficiou o caso ao Ministério Público, para constatar se as obras do pernambucano fazem apologia ao crime e à violência ou não. Caso a resposta seja afirmativa, o MP pode entrar com um inquérito para que os trabalhos sejam removidos da lista de exposição da 29ª Bienal de São Paulo, que começa neste sábado, dia 25.

Em resposta, Gil Vicente disse que “apologia ao crime é o que o nosso governo faz o tempo todo, é o que os políticos fazem, como roubar dinheiro público”. Quanto às suas “vítimas” nos quadros, ele diz que tem uma lista bem maior do que apenas Lula e FHC. “Não pouparia ninguém desses assassinatos, de jeito nenhum. Pelo contrário, eu tenho uma lista grande, representando vários tipos de poder, em vários lugares do mundo”, disse.

Os nomes vão desde o Papa Bento 16, passando pela rainha Elizabeth e indo até o presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad, o americano Geoge W. Bush e o ex-premiê de Israel Ariel Sharon.

A Fundação Bienal classificou como tentativa de censura a ação da OAB-SP e reafirmou a exibição da obra.

Por Marco Eusébio, em 20/09/2010 – 11:34:36 .Seção: Marco Eusébio, colunas

A 29ª Bienal de São Paulo que será aberta a convidados, nesta terça-feira, e ao público com entrada gratuita a partir de sábado (25) no Parque Ibirapuera, na capital paulista, aborda a relação entre arte e política e reúne mais de 800 obras criadas por 159 artistas. Porém, duas telas estão gerando polêmica mesmo antes de a feira de arte começar: os autoretratos acima em que o artista plástico pernambucano Gil Vicente, de 52 anos, aparece degolando o presidente Lula com uma faca e apontando um revólver para a cabeça do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. As telas fazem parte da série “Inimigos”, que inclui o artistas “matando” outras personalidades políticas nacionais e internacionais como George W. Buch (EUA), o papa Bento 16 e o candidato ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s