Mais de 19 milhões de eleitores ainda precisam escolher governador

Disputa regional não foi definida e terá segundo turno em oito Estados e no DF

fonte: R7

 

A eleição ainda não terminou em oito Estados e no Distrito Federal. Nesses locais, pouco mais de 19 milhões de eleitores precisarão escolher, além do futuro presidente, o seu candidato preferido para governar o Estado, no dia 31 de outubro, quando ocorre o segundo turno.

A maior parte dos locais em que haverá uma nova votação fica na região Norte. São quatro Estados: Pará, Rondônia, Roraima e Amapá. Os demais colégios eleitorais são Distrito Federal, Alagoas, Paraíba, Piauí e Goiás.

 

 

A apuração dos votos do primeiro turno, feita pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), aponta que as disputas mais acirradas ocorreram no Amapá e na Paraíba.

No primeiro Estado, o vencedor do pleito do último domingo (3) foi o candidato do PTB, Lucas, com 28,9% dos votos válidos. Ele terá como adversário Camilo Capiberibe, do PSB, que obteve 28,6%. Em números, a diferença entre eles foi de apenas 837 votos. Ao todo, estavam habilitados a votar no Estado 420 mil pessoas.

Na Paraíba, avançaram para o segundo turno Ricardo Coutinho, do PSB, com 49,7% dos votos válidos, e José Maranhão (PMDB), que ficou com 49,3%.

No Distrito Federal, o petista Agnelo Queiroz, que obteve 48,4% dos votos válidos, terá como adversária Weslian Roriz (PSC), mulher de Joaquim Roriz, que deixou a disputa depois de ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que tira das eleições políticos condenados por mais de um juiz [órgão colegiado] ou que tenham renunciado ao cargo para escapar da cassação. Weslian conseguiu 31,5% dos votos válidos.

Outra disputa apertada foi em Roraima. Lá, os dois mais votados no primeiro turno foram Neudo Campos, do PP (47,6% dos votos válidos), e Anchieta Junior, do PSDB (45%).

Em Alagoas, o atual governador, Teotônio Vilela Filho, do PSDB, com 39,5% dos votos válidos, e Ronaldo Lessa, do PDT, com 29,1%, desbancaram o ex-presidente Fernando Collor, do PTB, que ficou na terceira colocação com 28,8% dos votos válidos.

No Pará, continuam na disputa o tucano Simão Jatene, que ficou com 48,9% dos votos válidos, e a petista Ana Júlia Carepa, atual governadora, que obteve 36%.

Em Rondônia, a decisão será entre Confucio Moura (PMDB), que teve 43,9% dos votos válidos, e João Cahulla (PPS), candidato à reeleição, que ficou com 37,1%.

No Piauí, Wilson Martins, do PSB, recebeu 46,3% dos votos e terá como adversário o tucano Silvio Mendes, que ficou com 30%. Em Goiás, os candidatos do PSDB, Marconi Perillo (46,3% dos votos), e do PMDB, Iris Rezende (36,3%), vão para o segundo turno.

Anúncios

Um comentário em “Mais de 19 milhões de eleitores ainda precisam escolher governador

  1. espero que o tribunal de justiça julgue logo o que tem de ser julgado e não permita mais que candidato ficha suja nenhum torne a se candidatar novamente a nada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s