VI Roraima SESC Fest Rock

VI Roraima SESC Fest Rock acontece dias 05 e 06 de agosto
     

 

 

 

 

 

Via Sesc RR

O SESC realiza nos dias 05 e 06 de agosto, no Ginásio deEsportes do Centro de Atividades Dr. Antônio de Oliveira Santos, o VII Roraima SESC Fest Rock. O evento conta com o apoio dos coletivo Canoa Cultural e Fora do Eixo.

Nesta edição estarão participando as bandas locais: HAADJ, Ostin, Rolling Bones, AltF4, A Coisa, Jamrock, Insert Rock, Kadima, Kandelabrus e Iekuana.O Fest Rock deste ano conta com a participação especial das bandas Nevilton (PR), Disritmiä (AM), Los Porongas (AC) e o encerramento será com a banda nacional Cachorro Grande (RS).

O Estado de Roraima é um grande celeiro musical, onde convivem os mais variados estilos musicais. O segmento Rock é um dos mais relevantes. Ao longo da história da região, o movimento tem se reciclado. Além de revelar bandas de grande expressão e nos mais variados estilos que vai do hard core ao heavy metal, é um segmento de significativa importância dentro da produção de difusão artística do estado.

Mudam as gerações, os estilos se transformam, evoluem e retornam com outra roupagem, mas a linguagem continua a mesma do bom e velho rock’n roll.

O SESC/RR ao longo dessa história tem sido parceiro constante a primeira banda. Promove eventos que criam espaços de intercâmbio cultural entre os artistas e que contribuem para o contínuo amadurecimento da produção local, esse tem sido um dos objetivos do SESC.

Desde o Roraima Rock, passando pelo Espaço Rock e agora o Roraima SESC Fest Rock, o SESC sempre esteve presente em ações de parceria com o movimento do rock roraimense.

No início deste ano de 2011 foi retomado o projeto Espaço Rock. Desde março já passaram pelo palco do SESC 11 bandas. São bandas novas, bandas com uma boa trajetória, que estão resgatando um espaço e um público que quer continuar conhecendo e reconhecendo o talento do rock do estado de Roraima.

Este ano, somando aos grandes eventos de rock que se preocupam com o desenvolvimento sustentável, o Roraima SESC Fest Rock também estará desenvolvendo ações que diminuam a agressão ao meio ambiente.

“Essas ações visam principalmente divulgar e conscientizar a população, demonstrando que a sustentabilidade pode estar presente em todas as ações do nosso di-a-dia, contribuindo para o estabelecimento de práticas sustentáveis de forma inovadora”, disse a gerente de cultura do Sesc, Vera Vieira.

Foram definidas quatro ações principais a serem desenvolvidas durante a realização do VII Roraima SESC Fest Rock:

1. As filipetas poderão ser devolvidas dando direito a meia entrada no evento. Elas serão recolhidas por uma cooperativa de material reciclável;

2. No dia 06 de agosto, segundo dia do evento, será realizada uma bicicletada para divulgar e chamar a atenção para o problema da emissão de CO2 na atmosfera;

3. Durante a realização do Roraima SESC Fest Rock será recolhido todo material reciclável utilizado no evento por uma cooperativa que posteriormente irá fazer a separação e reciclagem desse material;

4. Na semana seguinte a realização do evento, serão plantadas pela organização e pelas bandas locais participantes do VII Roraima SESC fest Rock, mudas de arvores referentes ao nível atingido pela emissão de CO2 durante todo o evento.

Programação

05 de agosto – sexta-feira

21h20 – HAADJ

22h – Ostin

22h40 – Rolling Bones

23h20 – ALT F4

00h – Nevilton

00h40 – A Coisa

01h20 – Disritmiä

06 de agosto – sábado

21h20 – Jam Rock

22h – Kadima

22h40 – Insert Rock

23h20 – Los Porongas

00h – Kandelabrus

00h40 – Iekuana

01h20 – Cachorro Grande

Conhecendo as Bandas

Cachorro Grande (RS)

É uma banda brasileira de rock and roll formada em 1999, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Seus integrantes são Beto Bruno (vocal), Marcelo Gross (guitarra), Rodolfo Krieger (baixo), Pedro Pelotas (teclado) e Gabriel Azambuja (bateria). A primeira formação contava ainda com Jerônimo Lima “Bocudo” no baixo, que saiu para dar lugar a Krieger, a partir do álbum Todos os Tempos lançado em 2007. A banda tem cinco álbuns lançados, sendo o mais recente Cinema, de 2009. O sexto disco, chamado Procure Saber, começou a ser gravado em 11 de abril de 2011, pela gravadora Trama.

Los Porongas (AC)

A banda que colocou o Acre no mapa da música pop brasileira começou sua trajetória em 2003 quando Diogo Soares (letras e voz), João Eduardo (guitarra, teclado, efeitos), Márcio Magrão (baixo) e Jorge Anzol (bateria) passaram a tocar juntos. O grupo logo chamou atenção da crítica especializada e se firmou como um dos mais talentosos e promissores nomes da nova safra do rock independente nacional, depois de apresentações aclamadas no circuito de festivais independentes. Seu CD de estréia, lançado em 2007 pelo selo Senhor F, foi gravado e produzido por Philippe Seabra (Plebe Rude). O disco figurou em dezenas de listas dos grandes lançamentos do ano, com destaque para a indicação entre os 25 melhores álbuns de 2007, na revista Rolling Stone. Folha de São Paulo, Estadão, O Globo e o Jornal do Brasil são outros veículos que já atestaram o rock amazônico dos Los Porongas.

Nevilton (PR)

Em meados de 2007, Nevilton de Alencar e  Tiago ‘Lobão’ Inforzato voltaram inspirados ao Brasil, após alguns meses de muito rock em Los Angeles (USA) e decidiram trabalhar as composições do Nevilton. Hoje, contando com o experiente baterista Eder ‘Chapolla’, estão ganhando cada vez mais notoriedade na cena da nova música brasileira. As influências são muitas, entre elas estão os Beatles, Pixies, Cake, Los Hermanos, Hellacopters, Pavement, e muita música para dançar e se divertir. Mesmo com pouco tempo nessa formação de trio, desde 2007, já se apresentaram em várias cidades, como Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Puerto Iguazu (Arg), Porto Alegre (RS), Goiânia (GO), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Brasília (DF), Palmas (TO), Recife (PE), João Pessoa (PB), Belém (PA), São Paulo (SP), e muitas outras do interior, somando mais de 200 apresentações até agora.

Disritmiä (AM)

Criada por volta de setembro de 2007, contando com Criada por volta de setembro de 2007, contando com membros experientes vindos de bandas como No Choice, Psicothrophia (RJ), Abismo Social(RJ), dentre outras, com o objetivo de fazer hardcore pesado, sujo e feio como sempre deveria ter sido, altamente influenciados por bandas nacionais como Restos de Nada, Psykoze, Abuso Sonoro, Ratos de Porão, Utgard Trolls e também bandas de fora como Rattus, Terveet Kadeet, Eparjajerstys, Napalm Death, Sore Throat e afins, misturando o hardcore/crust/grind em um único ataque sonoro, não recomendado para ouvidos inexperientes.

Mais informações no 3621-3939 ou 3621-3947 e pelo e-mailcultura@sescrr.com.brEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.. Confira a página do festival no Facebook www.fecabook.com/rrsescfestrock

Bandas locais

• HAADJ

A Banda H.A.A.D.J (Antiga Banda O Chamado) é formada pelos ex. principais integrantes da Banda White Dove, que acabou no final de 2006. No início de 2006, com a realização “Especial a Banda Americana Guns N Roses”, que para nosso surpresa, foi o evento que teve maior lotação na história do SESC-RR.
Tendo como principais músicos, Gleison Albuquerque e Deivyson Moura, a banda toca desde Hard Rock até os clássicos do Rock N Roll.
Após varias formações a banda finalmente formada está no momento entre ensaios e produções para gravação de seu primeiro CD com 9 a 12 faixas inéditas.

• OSTIN

A OSTIN surgiu em Boa Vista/RR (2009), quando um grupo de amigos se juntou para tocar covers de bandas que gostavam. O interesse pela música foi aumentando e então começaram a focar na parte autoral. A partir de então a banda tocou nos principais eventos musicais do estado como o Grito Rock e o TomaRRock e também já tocou no Amazonas e no Amapá.
Recentemente, a OSTIN mudou sua formação, mas já voltou a tocar e está com mais shows na agenda.
Neto –guitarra
Lucchesi-bateria
Fabson-guitarra
Felipe-voz
Igor-baixo

• ROLLING BONES

Após um ano sem fazer shows, a banda retorna aos palcos, agora com uma nova formação, trazendo o som do bom e velho rock n’roll. Toyama Guevara no vocal, Steven e João Paulo nas guitarras, Deco comandando a bateria e o baixo fica por conta de Cristofer Floco. A banda trabalha em cima de músicas autorias e tem a aspiração de gravar um cd futuramente.

• ALT F4

A banda AltF4 formada por jovens estudantes começou a dar passos com intuito de tocar músicas famosas de bandas nacionais renomadas,com a real preocupação de divertimento interno e levar diversão. Seu primeiro contato com o publico em pequenas apresentações na escola, foi por intermédio do professor de artes Nonato Chacon, gerando uma grande expectativa de ampliar os horizontes da banda vindos de diversos incentivos. No começo não se tratava de uma tarefa simples, a banda começou a assumir uma postura autoral com o surgimento do Coletivo Tomarrock, na qual vinha a fortalecer a divulgação das bandas integradas a fim de primar pelo trabalho independente e de composições próprias, assim levando o trabalho autoral com mais profissionalismo. Assim veio às primeiras idéias do grupo, com as músicas “Relógio Velho” e “Só Você” adotando uma nova percepção e ansiedade em expor centrado ao publico de diversas idades. A banda sofreu mudanças radicais com a entrada do guitarrista Bento Filho, o que fortaleceu uma postura séria e eclética em processos criativos junto ao grupo como em “O mundo não gira ao seu redor”, “Recordações”, “Batman” entre outras. A idéia de gravar músicas ganhou força a partir do reconhecimento ao trabalho em apresentações ao – vivo, comovendo um publico majoritariamente jovem como nos eventos Grito Rock, Tomarrock na Praça, Roraima Rock, Fest Rock, fortalecendo a idéia de gravar sua primeira EP a cada show. É consenso que a banda AltF4 busca atualmente é a gravação de seu primeiro EP, lançá-lo, não só divulgar o nome da banda e sim levar nosso Estado alem das limitações fronteiriças. Querendo também fazer muitos shows para levar o som característico da banda AltF4 ao maior numero de ouvidos por todo o Brasil.

• A COISA

A Coisa foi idealizada e criada em 1996 por Mister Gal e Marcelo Marques, este último falecido no ano passado. A banda toca ritmos variados como rock pesado, baladas, reggae e até o brega. Mister Gal também faz incursões pela poesia em seus shows, cantando ou recitando seus versos, sempre cheios de apelo social.
“A Coisa é uma banda musical, poética e teatral irreverente, com músicas, poesias e teatralizações próprias que expresssam a realidade do dia-a-dia do povo brasileiro e, principalmente, do povo roraimense”, explica Mestre Gal.
Os trabalhos da banda, conta Mestre Gal, tem o objetivo de alertar, esclarecer e sensibilizar as pessoas a refletirem sobre as desigualdades e injustiças que acontecem no nosso Estado e no nosso País, no que diz respeito aos aspectos econômicos, religiosos, políticos e sociais que incomodam e causam inquietações nas pessoas.
“Não queremos com isso ser os ‘salvadores da Pátria’, mas gostaríamos muito que nosso trabalho, de alguma forma”, encorajasse as pessoas a lutar por seus direitos e a não desistir e seus ideais”, afirma Mister Gal.
A banda lançou seu primeiro CD em julho de 2006, no Sesc, no primeiro Rock à Fantasia. De lá para cá, fez várias apresentações, com destaque para as participações no Fest Rock.

• JAMROCK

Formada em 2009, a Jamrock trabalha com músicas próprias que sofrem influências do reggae e do hardcore, tanto nas letras, como no ritmo! Sempre tentando levar positivas vibrações, com letras que falam do mundo cotidiano, reflexões vividas, amor, paz, respeito e harmonia com a natureza.
É interessante lembrar que a Jamrock não se importa com rótulos, por entender que a música não tem regras, limitações ou censuras. A Jamrock faz o som que gosta, sem se preocupar com estilo, ou em seguir uma linha inflexível.
Gabi: guitarra base
Hugo: baixo
Hyago: guitarra solo
Robertinho: bateria
Edson Knot: teclado

• INSERT ROCK

A banda teve início no começo de 2009 quando Murilo Martins (guitarra) , Luiz Fernando (Baixo) tiveram a ideia de formar um grupo. No meio de junho, fizeram então sua primeira apresentação em um festival escolar com a seguinte formação: Murilo Martins (guitarra e voz), Luiz Fernando (baixo e voz) e Rodrigo Lepletier (bateria). Por motivos pessoais, Rodrigo se afastou do grupo. Em outubro de 2009, a WMA (nome antigo da banda pela abreviação de alguns integrantes), para tocar em outro festival, teve a seguinte formação: William Lepletier (Vocal), Murilo Martins (guitarra e voz), Adson Castro (guitarra), Luiz Fernando (baixo e vocal) e Áquila Lincoln (bateria). E assim, Áquila Lincoln afastou-se também por motivos pessoais. O grupo deu continuação ao trabalho de composição. Em fevereiro de 2010, com o novo nome Insert, teve assim, o primeiro show Iate Clube, e com ausência de William Lepletier, que viajava de férias, Jafé Mailley fez uma participação, e trouxe junto Lucas Stephano (Bateria). Adson Castro (guitarra) também afastou-se por motivos pessoias, substituído por Rodrigo Lepletier (guitarra). Assim, a Insert fechou o primeiro grupo oficial: William Lepletier (vocal), Murilo Martins (guitarra), Rodrigo Lepletier (guitarra e vocal), Luiz Fernando (Baixo) e Lucas Stephano (Bateria). A Insert trabalha com músicas autorais, e tem o prazer em fazer o que faz.

• KADIMA

A banda Kadima entrou na cena do rock roraimense em 2007, no III Roraima SESC Fest Rock. O estilo predominante  da banda é o Heavy Metal. Em suas composições a banda fala de assuntos bem atuais e jovens, mas sempre finalizando com a solução de todos os problemas: Jesus. Suas apresentações costumam expor a palavra de Deus  para o público. A banda Kadima já se apresentou em vários eventos underground local e no momento se prepara para gravar seu promeiro cd.
Levi: bateria e vocal
Rafael: contrabaixo e vocal
Lucas: guitarra
Felipe: guitarra e vocal
Davyd: teclado
Thiago: vocal

• KANDELABRUS

A Banda Kandelabrus é um quarteto cristão, composto por ex-integrantes de outras bandas conhecidas na cidade de Boa Vista / Roraima.
Com três anos de estrada, a atual formação da banda vem conquistando público, produzindo com êxito e sendo veiculada Brasil afora. Apesar do pouco tempo de estrada, a banda já possui um bom currículo fora de Boa Vista.
Gutto: guitarras
Jilehade vocal e guitarras
Wanderson: baixo
Michel: bateria

• IEKUANA

Entre os bravos guerreiros de guitarras metálicas e pedais envenenados da Amazônia que encontramos a banda Iekuana. Definitivamente, uma banda de atitude.
Com um trabalho sonoro impecável, compõem músicas destinadas a bater nas mazelas do sistema e denunciar desigualdades. Com quatro anos de estrada e muita disposição, Rhayder Abensour (guitarra), Avinashi Jhonatan (guitarra solo), Dant Aliguieri (contrabaixo), Jamil Abensour (batera) e Stallyn Bucley (vocal) fazem a moçada delirar com seu rock crítico que não mede esforços quando o assunto é chamar atenção para os problemas sociais.
“Temos os nossos talentos e queremos usá-los para falar o que pensamos, da forma como pensamos. A Iekuana é meio movimento, meio espinha de peixe.” afirma o guitarrista Rhayder Abensour.
Com um trabalho bem flexível nos ritmos, vão do nacional ao internacional, usando pitadas de reggae, hip-hop, batida roraimense, um pouco de Nordeste, Bahia e uma boa porção de metal extremo. As composições geralmente são feitas por Stallyn e Rhayder e os arranjos ficam por conta de Dante, Jamil e Avinashi.
O uso de distorções e influências do hip-hop e do rap trazidos por Stallyn fez toda diferença. Já o despojado Dante inspira-se nas levadas de forró introduzindo-as ao rock. Para completar, Avinashi aposta em misturas de estilos variados, como o suingue do samba, compondo algo diferente do comum. Stallyn, que prefere letras mais duras e críticas, explica que sua opção é motivada pelos casos de impunidade na sociedade.
 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s