Líder do DEM defende criação de CPI da Corrupção

O líder do DEM, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), defendeu há pouco a instalação de uma CPI da Corrupção para investigar todas as irregularidades no governo. “Precisamos resgatar os instrumentos para a Câmara desdobrar investigações de corrupção no governo”, afirmou. As declarações foram dadas durante depoimento do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, à Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara. Magalhães Neto criticou o critério de escolha de diretores e de outros dirigentes pelo governo Dilma Rousseff. “O critério tem sido o parentesco ou o apadrinhamento”, disse. Ele criticou especialmente a nomeação do ex-dirigente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Para ele, a estrutura do governo como um todo está marcada pelo “fisiologismo”, pelo “aparelhamento” e pela corrupção. “Essa é a lógica do PT de governar. E a responsável por isso é a presidente Dilma Rousseff, que não foi capaz de romper com essa lógica nas nomeações”. O líder do DEM e o líder do PSDB, deputado Duarte Nogueira (SP), afirmaram que a presença de ministros na Câmara, para rebater acusações, não é uma prática do governo e elogiaram a iniciativa de Rossi de comparecer à audiência pública da Comissão de Agricultura.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s