Tiririca teve 100% de presença na Câmara,mas entrou de férias sem fazer discurso

Deputado mais votado do país compareceu a todas as sessões no plenário da Casa

Wilson Dias/ABr
Apesar de assíduo, o deputado ainda não fez nenhum discurso em plenário nem mesmo pediu a palavra em comissões

Quem vê o palhaço Tiririca em ação mal reconhece o deputado federal mais votado do país no plenário da Câmara. Calado e aparentemente acanhado, Tiririca é presença assídua na Casa, mas encerrou o primeiro semestre do Legislativo sem subir no púlpito nem pedir a palavra em uma ocasião sequer.

O parlamentar compareceu a todas as 55 sessões deliberativas (quando há votação no plenário), segundo dados no portal da Câmara. Na Comissão de Educação e Cultura, da qual é membro titular, faltou a apenas duas das 26 reuniões e tem votado no plenário segundo orientação do seu partido, o PR, pertencente à base aliada do governo.

Sua atuação durante os primeiros seis meses deste ano foi focada em educação e incentivo a artistas circenses. Ele apresentou duas emendas a projetos de lei que tramitam na Comissão de Educação, três projetos de lei, três requerimentos de informação e foi relator em uma única matéria, que batiza de Antonio Lins de Souza um viaduto no município de Rio Largo, em Alagoas. 

Apesar dos projetos apresentados, a atuação de Tiririca é de pouca exposição. Ele não fez um discurso sequer no púlpito do plenário, não pediu a palavra em qualquer momento das sessões nem mesmo durante as reuniões da Comissão de Educação e Cultura. Sua indicação para o colegiado, inclusive, foi alvo de críticas porque o parlamentar teve que provar que não era analfabeto por meio de um teste no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral).

Na época, em entrevista ao R7, Tiririca disse que o “bochicho” em torno de sua indicação era natural.

– Eu acho que para qualquer comissão seria do mesmo jeito, seria o mesmo falatório […] Porque é a bola do momento. A coisa que se fala é o Tiririca e tudo. Eu acho que qualquer coisa ia dar repercussão aqui dentro.

A presidente da Comissão de Educação, Fátima Bezerra (PT-RN), conta que Tiririca é um dos deputados mais assíduos do grupo e acredita que a acanhada participação nos debates se deve à inexperiência: “é um mundo novo para ele”.

– A ida dele para a Educação é natural. Ele é um artista popular, portanto, a comissão mais adequada para ele ter participação como titular é essa. Ele é muito assíduo mesmo, atento aos debates e está preparando os projetos dele.

Fátima disse ainda que Tiririca tem o respeito da comissão.

– Toda a comissão tem muito carinho por ele. Não só eu e a mesa diretora, mas toda a comissão.

A assessoria de imprensa do deputado foi procurada, mas não retornou as ligações da reportagem.

 

Via Priscilla Mendes, do R7

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s